03 setembro

Pequenas revoluções

Comentários

Tem uns filmes que a gente vê que provocam terremotos internos. Provocam pesamentos inéditos. Pequenas revoluções. “Mais estranho que a ficção” foi um desses filmes. Mais uma história de amor, eu sei… Mas contada de uma maneira tão interessante que nem sei… É também um filme sobre uma mulher que ama fazer biscoitos. Mas ama muito. E por muito tempo repeti mentalmente as cenas da lojinha da personagem vivida pela Maggie Gyllenhall enquanto preparava meus próprios biscoitos. Foi a maneira que inventei para  resgatar a sensação boa que me fez adorar aquele filme apenas vestindo um avental na cozinha. Hoje fiz biscoitos e lembrei do filme. E também da Maggie, que me fez lembrar de uma parte de mim mesma que já nem lembrava que existia. E de um momento desta casa em que a cozinha era cenário recorrente. Deu vontade de repetir a receita, mas com um roteiro diferente, será? 🍪

comentários