28 dezembro

Desejos de Ano Novo

Comentários

O Natal passou, rápido, feliz e quase indolor. Frio na barriga mesmo estou agora, às vésperas de 2010. Este foi um ano bom. Ano de aprender um monte de coisas. De começar novos e prazerosos projetos. Minha segunda alegria, depois deste site, que amo fazer, é o quadro "Chris vai às compras" no SBT. Trabalhar com pessoas bacanas ajuda bastante, se o trabalho for bom de fazer é ainda melhor. Seria injusto reclamar, portanto. Mas a virada do ano sempre me dá um friozinho na barriga. Este ano estarei acompanhada de mim mesma. Planos de festas são adiados, mas outras virão. E não-planejamentos estão nos meus planos para este ano que chega daqui a pouco. É claro que não virarei uma pessoa desconectada do mundo. Mas pretendo planejar menos, pensar menos, aprender mais, viver os acontecimentos que tiverem de ser vividos. Sem planos. Como a frase clássica de "O último tango em Paris": no names. Às vezes é preciso não ter amarras para, assim, ser livre para descobrir o que queremos de verdade. Esta guirlanda de Ano Novo, que fiz hoje especialmente para vocês, contém sete desejos. Bem amarrados em saquinhos recheados com ervas. Não vou dar a receita porque a delícia está em descobrir a própria receita. Você recheia com as ervas que mais gosta, amarra os saquinhos e, se quiser, coloca todos eles juntos em um coração, como este que ilustra o post. Bons desejos para 2010. Os meus já estão todos bem amarradinhos nesta casa.

comentários