23 dezembro

A saga dos strunfullis

Comentários

Este ano não dei conta de fazer tudo o que tinha vontade. Mas fiz várias coisas que estava morrendo de vontade de fazer. No balanço, fiz mais do que não fiz, e isso é muito bom. Este ano não fiz os biscoitos da minha avó, que adoro dar de presente para quem eu mais gosto. Em compensação, atentendo aos apelos de um primo caçula cheio de vontades (é com você mesmo Rafa) preparei duas latas cheias de strunfulli – iguaria nada sofisticada, mas muito apreciada entre os integrantes da ala italiana da famiglia. O doce consiste em preparar uma massa de macarrão, cortá-la e pequenas rodelas, fritá-las em óleo quente e, depois de frias, servi-las cobertas com colheradas generosas de mel. É muito bom, e dá um trabalho insano cortar as rodelinhas de massa, que é difícil de trabalhar. Uma massa muito dura, que requer preparo físico (pode ir fazendo umas flexões de braço antes de vestir o avental) e paciência. Mais um vez neste ano, testei meus dotes de pessoa paciente. E passei três horas de uma tarde no exercício quase zen de amassar, cortar e fritar. Os bons pensamentos do dia ajudaram bastante. E o resultado, só saberei quando avistar o primeiro primo provando strunfullis na noite de Natal. Já estou preparada para comparações inevitáveis: o da vovó é mais redondinho, mais crocante, "num sei, parece diferente". A diferença é sempre a da primeira vez. A do gosto de ontem, que tentamos recuperar agora, depois de crescidos. Depois de tomar tombos, tropeços, levantar de novo e estar mais preparado para novos sabores. Mas um pouco receoso de provar os de antigamente – que sempre parecem melhores. Aposto muito em sabores reeditados, aperfeiçoados, com um gostinho familiar, mas tempero novo, melhor se possível. Minha querida avó estará presente à festa e provará meus strunfullis feitos com boa vontade. Conto com ela para me defender. Quer dizer… se ela não assumir a autoria pelas minhas costas caso eles tenham ficado realmente bons. Vó, me defenda!!!! Afinal de contas, a receita foi você quem me deu. Para quem quiser ter uma tarde de aventuras na cozinha, a lista de ingredientes e o modo de fazer estão logo aqui em baixo.

Strunfullis

Ingredientes

500g de farinha
5 ovos inteiros (eu coloquei seis na minha receita)
1 pitada de sal

Modo de fazer

Amasse tudo com as mãos (eu apelei para a KitchenAid com o gancho para massa, o que facilitou bastante a vida) até obter uma massa homogênea. Se estiver muito dura, adicione um pouquinho de água ou um ovo a mais. Faça rolinhos de massa (como se estivesse preparando nhoques minúsculos), corte rodelas muito pequenas com uma faca bem afiada, sempre com a superfície de trabalho enfarinhada, para que seus strunfullis não grudem uns nos outros. Repita a operação quantas vezes forem necessárias e já aviso que serão muitas! Frite as rodelinhas de massa em óleo quente, escorra em papel absorvente e guarde em latas – que só devem ser fechadas quando a massa estiver completamente fria. Reforce a vedação das latas colocando papel alumínio sob a tampa. Sirva com mel na hora que desejar.

Truque de ouro: a massa resseca bastante, por isso umedeça sempre as mãos antes de fazer os rolinhos.

comentários