22 junho

A lei da atração

Comentários

O que faz você ficar vidrada em uma imagem? Nesta, especificamente, foi o vermelho do pufe. O formato em gomos da peça também me fez parar. Depois o espelho. Ahhh… como gostei desse desenho, da posição em que ele foi colocado. Aí botei reparo na luminária, a cúpula de vidro, o brilho dourado. Logo, porém, meus olhos correram para o telefone, igualzinho ao que meus pais compraram como relíquia em uma feira de antiguidades. Eu devia ter uns 11 anos. Do vaso eu fugi. Assim como corri do tapete branco. Mas olhando de longe, afastando a vista do detalhe, o conjunto da obra precisava desse dois elementos, mesmo que sozinhos eles pareçam descombinantes. Minha opinião… Se pra você a lindeza está justamente no vaso e no tapete, tá tudo certo. Da penteadeira, nem sei o que dizer. Não foi a primeira coisa que me fisgou não. Mas sim a que me levou mais longe, para uma cena específica de um filme que eu amo. Olha quanta coisa cabe em uma imagem. Tolas e tolos seríamos se não soubéssemos observar. É assim que a gente aprende a fazer tudo na vida. Inclusive a arrastar um móvel aqui, mudar o jeito de um tapete ali. Depois não me diga que não leva jeito. Começa a observar. Atentamente. Depois a gente assunta mais sobre o tema #cenografiadoméstica

comentários